Na primeira parte deste artigo, explicamos o que são palavras-chave e como elas podem ajudar o seu negócio a ter relevância na internet. Agora, vamos um pouco mais fundo e mostrar como você pode utilizar ferramentas para encontrar as palavras-chave corretas e sair na frente dos seus concorrentes.

Criação de Personas

Você sabe o que é uma persona? É a representação fictícia do seu cliente ideal. A persona reflete os dados reais sobre comportamento e características demográficas dos seus clientes, suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. Esse recurso facilita muito o direcionamento dos temas que produzimos nos blogs e redes sociais.

Por isso, ter identificada as necessidades da persona é um dos fatores fundamentais para a escolha das palavras-chave de um blog. Toda vez que você vai produzir um conteúdo, deve ter na cabeça que o material precisa responder às dúvidas e questionamentos de quem o lê.

Mas, para que esse conteúdo seja visto como útil e valioso para quem está pesquisando aquela palavra-chave, concentre-se na sua persona. É o seu público, afinal. Como você acha que ele gostaria de encontrar o seu texto na internet ? Este é um ótimo jeito de encontrar palavras-chave eficientes.

Objetivo da estratégia

Essa é uma informação superimportante para aquele momento crucial. O momento da descoberta e da definição das melhores palavras-chave para o seu negócio. O objetivo definido para sua estratégia deve funcionar como um guia que vai direcionar todas as atitudes que serão tomadas no futuro.

Se você quer aumentar as vendas, é possível direcionar a pesquisa das palavras-chave de forma que isto impulsione as compras. Invista, então, em termos que contenham “comprar”, “review”, “vantagens” do produto e outras nesse sentido. Assim, você conduz o público para a compra por meio dos textos produzidos para o blog.

Pesquise a concorrência

Bisbilhotar a concorrência é muito saudável. E é também outra eficiente maneira de definir as palavras-chave que devem ser utilizadas para o seu negócio.

Se seus concorrentes são pesos-pesados, do tipo que investem em uma estratégia consistente de marketing de conteúdo, é bom analisar como eles se comportam perante seu público quando se deparam com questões relacionadas aos produtos e serviços

Outra dica poderosa é pesquisar os grandes players do mercado, mesmo que eles não sejam seus concorrentes diretos. É possível que essas empresas tenham abordagens interessantes de como lidar com a produção de conteúdo. Pode ser uma linguagem inovadora ou a produção de peças completas que solucionam todas as dúvidas do público.

Pesquisar a concorrência pode ser muito eficiente. Você pode descobrir o que eles não fazem ou identificar outras de suas forças, podendo superá-los nesses pontos.

A astúcia é uma de suas armas mais poderosas. Use-a.

Utilize sempre ferramentas práticas.

Elas estão aí, aos montes.

Essas ferramentas têm o objetivo de encontrar palavras-chave relevantes. Porém, as principais que você encontrará no dia a dia são as seguintes.

  • Google Keyword Planner – Esse senhor planejador de palavras-chave do Google é ideal para criar campanhas otimizadas no Google AdWords. É ótima para diagnosticar a sua estratégia e  identificar o que está indo bem ou não. Os dados podem ser exportados em planilhas para facilitar a sua análise.
  • Semrush – Apesar de não revelar dados precisos de navegação, tráfego e palavras-chave do blog, essa ferramenta oferece um relatório das tendências e, consequentemente, dá dicas de quais caminhos seguir rumo ao sucesso do seu conteúdo. Existe uma versão gratuita, que dá uma visão mais geral, mas a versão paga é ideal para um planejamento mais seguro e completo.
  • io – Oferece diversas opções de variações de palavras-chave, particularmente as “long tails”. A ferramenta analisa o recurso de auto completar do Google. Outras ferramentas que merecem uma boa conferida são Wordtracker, Keyword Discovery, Majestic, Keyword Spy.
  • Google Trends – Trend pode ser traduzido como “moda”, “tendência” ou “do momento”. E o Google Trends é uma ótima ferramenta gratuita que ajuda a descobrir, a partir de um termo, quais pesquisas relacionadas os usuários vêm fazendo. E o que é melhor: os resultados podem ser filtrados por localização, período de tempo e fontes dentro das áreas de pesquisa da página.
  • UberSuggest Mais uma ferramenta bem legal e gratuita para você conseguir sugestões de palavras-chave. Fácil de operar, é só inserir o termo que quiser na área de pesquisa (web, imagens, notícias, shopping, vídeos ou o que for). Depois é só clicar nas sugestões de termos para conseguir outras palavras relacionadas.

Tipos de palavra-chave

As palavras-chave “semente” são muito úteis, mas nem sempre são as melhores opções para se trabalhar.

É bom lembrar que as palavras-chave mais genéricas – geralmente de uma ou duas palavras apenas – são concorridíssimas e, dificilmente, você conseguirá um bom ranking para elas no curto prazo.

Ainda com dúvidas? Então, vamos lá. Vamos entender os principais tipos de palavras-chave.

Head tail keywords

Lembra das palavras-chave “semente” que definimos no primeiro artigo? As head tail keywords representam exatamente esse conceito. São termos que normalmente definem o corebusiness da sua empresa. É com essas palavras que você e o seu público podem resumir o que é o seu negócio e os serviços que ele presta.

As palavras-chave head tail, na maioria, têm uma ou duas palavras e representam todo um segmento de negócio que pode ser desmembrado em inúmeros conteúdos. Como são muito genéricos, esses termos são muito buscados. Mas, o fato de serem muito buscados é motivo suficiente para usá-los com mais frequência no blog para se conseguir captar um grande volume de pessoas? Definitivamente não.

Um grande número de pessoas e de empresas estão a fim de rankear nessas palavras-chave. Porém, para alcançar esse objetivo é necessário um trabalho estratégico de marketing usando-se outras técnicas além da pesquisa de palavras-chave.

Alguns bons exemplos de palavras-chave semente, também chamadas de “head”, seriam: conteúdo, blog, marketing.

Long tail keywords

Long tail, ao pé da letra, significa Cauda longa. A expressão Long-tail keywords faz referência à curva de um gráfico que se assemelha à silhueta de um dinossauro. Olhando para o gráfico, as long-tail keywords são aquelas que estão à direita na zona da cauda.

gráfico long tail-01Elas são geralmente formadas por três ou mais palavras criando uma pequena frase e representando uma busca mais personalizada.

Mas o que isso significa na prática?

Sabemos que as palavras-chaves mais genéricas têm mais pesquisas do que as menos genéricas. Quanto mais palavras contém uma expressão, mas específica esta é.

Ou seja, as long-tail keywords têm menos pesquisas, mas costumam gerar maior taxa de conversões por se focarem mais no interesse dos utilizadores.

 Bons exemplos de palavras-chave long tail, seriam: “conteúdo para blogs”, “blog corporativo” ou “marketing de conteúdo”.

Coloque-se no lugar do seu público.

Como já dissemos, é muito importante pensar nas personas para definir as palavras-chave que vão fazer a diferença no seu negócio.

É importante identificar os termos mais procurados pelo seu público a partir do momento em que se começa a busca por informações.

Por isso, é bom pensar com a cabeça da sua persona e não como um especialista e conhecedor da sua empresa. Pensando assim, como ela buscaria seu produto ou serviço na internet?

Procure conversar com algumas pessoas que se encaixem no perfil do seu público e faça essa pergunta.

Está gostando deste conteúdo? Temos um ebook gratuito em que falamos mais sobre isso e muitos outros assuntos:

Estratégia de SEO (Search Engine Optimization)

Neste caso, as palavras-chave devem ser usadas de forma estratégica, pensadas e definidas dentro de um planejamento efetivo de sua estratégia de marketing.

Meta Descriptions – o que são?

Você conhece as meta descriptions? Elas são muito importantes na otimização de um site. Meta description é a descrição que aparece no Google, uma espécie de sinopse logo abaixo do título em azul.

Ela deve ser direta e estimulante para quem visita uma página. Incluir a palavra-chave do conteúdo da meta description é fundamental.

Utilizando bem a Url

Tente criar uma url amigável, ou seja, que seja atrativa para quem está fazendo as buscas. Esse ponto é muito importante, pois o Google costuma dar uma maior relevância para as páginas que contém esse tipo de url.

Procure escrever url’s com palavras-chave procuradas por suas personas, pois dessa forma sua página poderá ser encontrada mais facilmente.

Outro ponto importante: sua url deverá explicar o conteúdo da sua pagina. A melhor forma de criar a url é usando o título do post, caso você esteja escrevendo um blog, ou o nome do produto, caso você tenha um e-commerce.

Título de SEO

Se você pensa que é apenas o título do seu blog que deve conter a palavra-chave previamente definida, enganou-se.

O título do SEO é o que será exibido assim que seu conteúdo aparece nas pesquisas realizadas pelo Google e também nos compartilhamentos de redes sociais. Aqui também é fundamental que a palavra-chave esteja presente.

Não se esqueça de que as palavras-chave e o conteúdo formam a dupla perfeita para que se obtenha bons resultados.

Resolva problemas e atenda as expectativas

É claro que você deve focar nas palavras-chave para otimizar o conteúdo do seu blog, mas lembre-se de que a prioridade número 1 deve ser a de resolver o problema e atender às expectativas de suas personas.

Sempre use as palavras-chave em seus posts, blogs, títulos, ao longo do artigo e, sempre que puder, nos intertítulos, assim como na descrição das imagens. Mantenha a naturalidade do texto. É cansativo escrever um texto forçado, onde a palavra-chave seja repetida constantemente. Você corre o risco de os leitores não gostarem do que estão lendo. Não escreva para o Google, mas sim para as pessoas. Os melhores resultados com certeza aparecerão.

Lembre-se

Uma boa produção de conteúdo é feita com base nas personas, em suas dores e problemas, não voltada para a frieza dos robôs dos buscadores. Quando você produz um conteúdo que agrega, responde dúvidas e resolve problemas está, automaticamente, muito bem na fita com o leitor. Ah, o Google também leva em conta isso na hora de ordenar os resultados de suas buscas.

Anúncios pagos

Já falamos aqui sobre a pesquisa de palavras-chave para a estratégia de marketing orgânica, porém é essencial aprendermos como funciona a escolha de termos mais relevantes para anúncios pagos.

O primeiro fator que devemos levar em consideração é o valor de cada palavra-chave. Cada uma tem um preço diferente que varia de acordo com o volume de procura e do interesse das empresas

Usando o Google Adwords

Logo após configurar a sua conta no Google Adwords, você deverá escolher o tipo de pagamento da campanha: por clique (CPC, ou custo por clique), impressão (CPM, ou custo por mil impressões) ou conversão (CPA, ou custo por aquisição).

O CPC é o tipo de pagamento mais utilizado nas campanhas.  Cada vez que seu anúncio recebe um clique o valor pré-determinado é descontado de seu orçamento. O preço do clique varia de acordo com a palavra-chave que é utilizada.

Lance das Palavras-Chaves

Cada uma das suas palavras-chave tem um valor de lance de CPC. Esses lances especificam o valor máximo que você deseja pagar sempre que alguém clica no seu anúncio, o chamado custo máximo por clique (CPC máx.).

Ao definir seus lances máximos de CPC, considere o valor de um clique. Quanto vale a visita de alguém ao seu website? Se vale muito, convém definir um lance mais alto. Em geral, um lance de CPC mais alto pode permitir que seu anúncio apareça em uma posição mais elevada na página.

E como isso afeta minha campanha?

Se você está começando a usar o Adwords, talvez seja mais interessante procurar termos que tenham baixa concorrência e valores estimados baixos. Dessa forma, o anúncio poderá ser exibido mais vezes para pessoas que fizerem as pesquisas correspondentes.

Por outro lado, se você estiver trabalhando com uma campanha mais aprofundada de Google Adwords, o mais indicado é fazer grupos de anúncios com diversas variações de palavras-chave diferentes, de forma a abranger as pesquisas da persona. Nesse caso, você pode utilizar um orçamento maior para ter sucesso.

Finalizando

E então, agora que você aprendeu um pouco mais sobre a definição e o uso das palavras-chave, está pronto para usar estas técnicas na sua estratégia de marketing online?

Conte pra gente as suas experiências sobre esse assunto e, se ainda tiver alguma dúvida, ficaremos felizes em solucioná-la.

Gostou deste conteúdo? Temos um ebook gratuito em que falamos mais sobre isso e muitos outros assuntos: